Paciente com suspeita de coronavírus desembarca no Recife após chegar da Itália

Amanda Nunes Brückner | 25/02/2020 | 10:01 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


A confirmação oficial, no entanto, deverá ser feita somente pelo Ministério da Saúde

Uma mulher com suspeita do Covid-19, o novo coronavírus, desembarcou hoje (25) em Pernambuco.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a paciente tem 51 anos e esteve na Itália.

O país europeu confirmou mais quatro mortes devido à doença, totalizando 11 vítimas fatais.

“Chegou um caso que se enquadra na definição de suspeito. Se ampliou recentemente a definição de caso suspeito. Antes, falávamos da Ásia, agora falamos também da Europa. Essa paciente estava em deslocamento na Europa, na região de Milão, e veio para o Brasil via São Paulo, onde fez uma escala. Ela chegou ao Recife com alguns sintomas que se enquadram na nova definição de caso suspeito para a doença”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

A paciente, segundo a filha – que pediu para não ser identificada – viajou para a Europa no dia 13 de fevereiro para fazer um curso e, além da Itália, passou pela Espanha, país que também confirmou um caso nesta terça-feira (25).

No dia 18, ela começou a sentir os primeiros sintomas do que pode vir a ser o Covid-19 e relatou para um parente:

“Ela vem tendo febre e dores no corpo e cansaço. Quando ela chegou no Recife, foi direto pro hospital. Não consegui nem ver ela e nem falar com ela. O primeiro sintoma foi febre”, declarou a filha da mulher.

Ela foi encaminhada ao Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife.

A unidade é referência na área de infectologia, segundo o protocolo implantado no estado.


A paciente foi analisada pelo médico Demétrius Montenegro, chefe do Serviço de Infectologia e responsável no HUOC para situações relacionadas a coronavírus.

“Ela vinha apresentando caso de febre e dor de garganta. Clinicamente ela está muito bem, se não fosse a questão de contingência e por ela vir de uma nova área incluída como caso suspeito, ela precisa ficar hospitalizada até concluir a investigação”, disse.

Ainda segundo o infectologista, a mulher apresentou sintomas semelhantes a outros vírus com sintomas respiratórios. Entretanto, durante o exame desta terça, ela não relatou febre.

“Os sintomas são muito semelhantes [a uma gripe] e o que faz a diferencia, agora, é a proveniência. Se fosse uma semana atrás, a mulher não se enquadraria como caso suspeito. Ela chegou hoje ao Brasil e ontem [segunda] a OMS incluiu a Itália e outros países como casos suspeitos”, explicou.

“Ela é um caso suspeito, não é confirmado, como tivemos outros 55. A partir da notificação, a Anvisa fez com que ela não circulasse em território pernambucano. Ela saiu da pista do avião para o isolamento. Não há possibilidade de ela ter transmitido para ninguém”, afirmou.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.