Paciente quase bate em médico ao ouvir a palavra ‘hidroxicloroquina’

Relato do médico pneumologista Wagner Malheiros, de Cuiabá

QUASE FUI AGREDIDO…

Acabei de tomar um susto no consultório. Não sou de comentar sobre o que ocorre aqui em relação aos pacientes, mas isso pode servir de alerta aos colegas com a postura parecida a minha.

Um senhor, que alegando ter tido a COVID, veio consultar.

Ao perguntar sobre a medicação que usou, pedi para listar todas e perguntei se ele havia utilizado a Hidroxicloroquina.

O sujeito começou a gritar que não usou “essa porcaria”.
Daí para diante começou a me ofender.

“Você é um bosta que defende essa porcaria.”
“Vou dar um murro na sua cara”.

Acabou saindo da sala batendo em tudo e fazendo um escarcéu.
Para piorar, retornou, brigou com a secretária, atirou uns papéis rasgados na minha sala e saiu fumegando.

Entrei no perfil dele do Face e, tá lá, numa das primeiras postagens do sujeito está Gandhi e a defesa da “paz”. No mais, bobagens típicas da Nova Era.

Vão precisar me agredir por eu DEFENDER O USO da Hidroxicloroquina em meus pacientes e TODOS eles estarem bem e com saúde?

Se já não bastasse as ofensas de colegas, da mídia vendida e dos esquerdistas, agora mais essa…

Deus está comigo. Podem vir!

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com