Pandemia, delivery sem motorista, moeda digital, desemprego em massa e controle total do Estado

Guilherme Santiago | 25/12/2020 | 12:10 PM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Os veículos autônomos Nuro R2 usam um radar, imagens térmicas e câmeras de 360 ​​graus para direcionar seus movimentos.

(Rodrigo Miceli – escritor)

A intenção dos próceres do Forum Econômico Mundial com o “Great Reset” é, dentre outras, mudar nossa matriz energética (para fontes não poluentes), extinguir o dinheiro em espécie e introduzir a revolução industrial 4.0, onde a robótica e a inteligência artificial tomarão conta da produção e da prestação dos serviços.

Vemos nesta manchete a condensação de todas estas coisas. Com a Pandemia, as pessoas se viram obrigadas a consumir muito mais pela Internet, principalmente dos grandes portais, em detrimento da loja local do seu bairro. Para isso, usaram cartões, quando não plataformas digitais de transferência como o PIX – o dinheiro em espécie foi posto de lado.

As entregas, já a partir de 2021, começarão a ser feitas por veículos autônomos que usam imagens térmicas e câmeras de 360 graus para se guiar no trânsito – é a robótica e a inteligência artificial entrando no setor de serviços; o veículo é elétrico (não poluente).

Vocês entendem por que o pessoal do Forum Econômico Mundial chamam esta pandemia de “oportunidade”?

A Agenda (que tinham já há algum tempo) conseguiu ser toda ela emplacada de uma vez, de forma “natural”, pelas “exigências” do vírus.

Não é preciso ressaltar os efeitos colaterais deste “avanço”: A mudança de hábitos de consumo, colocando o fim no comércio local de lojas de rua e shoppings e transferindo o consumo para portais de Internet irá causar o fechamento de muitas dessas lojas e o consequente desemprego.

Toda uma rede de comércio local será afetada (o barzinho onde os funcionários das outras lojas almoçavam, os ambulantes que aproveitavam do movimento nas ruas, etc. etc.)

O uso de plataformas como PIX proporcionará controle TOTAL sobre o dinheiro circulante e o fim do dinheiro em espécie; aquela estória do autônomo que ganha 2 mil por mês guardar dinheiro em casa simplesmente não vai existir mais.

Qualquer 0,50 centavos gastos com balas estará devidamente registrado.

Até mesmo o refúgio de muitos como motoristas de Uber e entregadores de aplicativos está com os dias contados, já que como vimos na manchete, veículos autônomos farão todos estes serviços sem a necessidade de um motorista.

Daí eu pergunto: O que será destas milhões de pessoas sem funções, substituídas pelas máquinas?

E que níveis de controle o Estado terá sobre nós, quando a mais singela das transações que fazemos é meticulosamente registrada (mostrando ali nossas preferências, o que temos feito, onde temos feito, no que temos investido, quanto dinheiro movimentamos, para que e por que, etc., etc) Estamos ficando cada vez mais emaranhados nesta teia digital…


Teoria da Conspiração

(Patrícia Carvalho – DB)

Junte tudo isso (que o Rodrigo citou acima) a uma ‘suposta’ incapacidade de reação por parte do ser humano.

Quem me garante que a tal imunização não me deixará mais ‘passiva’ diante dos fatos que estamos presenciando?

Ahhh … e o Rodrigo também esqueceu de citar que estamos sendo monitorados 24hs p/ dia através dos nossos smartphones e redes sociais.

Você sabe quem são os maiores ‘clientes’ dessas redes sociais? Os governos … eles adoram comprar dados!

Desculpe … vou ali tomar minha dose quinzenal de ivermectina e já volto.

Bjs!


 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.