‘Para o bem de todos’, Pentágono desenvolve microchip para implantar sob a pele

12/04/2021

A tecnologia revolucionária foi desenvolvida pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa, que opera sob o guarda-chuva do Pentágono, de acordo com a transmissão de domingo à noite do programa “60 Minutes”.

A unidade ultrassecreta foi lançada durante a Guerra Fria para estudar tecnologias emergentes para uso militar – entre elas, inovações para defender soldados de armas biológicas.

O coronel do Exército aposentado Dr. Matt Hepburn, médico infectologista, revelou que o microchip, que não é amplamente utilizado fora do Departamento de Defesa, pode detectar COVID-19 em um indivíduo muito antes de um paciente zero gerar um surto.

“Desafiamos a comunidade de pesquisa a encontrar soluções que possam soar como ficção científica”, disse Hepburn, cujo papel na DARPA, acrescentou, é “eliminar as pandemias”.

Hepburn comparou seu microchip de diagnóstico a um alerta de “verificar o motor” de um carro.

Apesar das teorias da conspiração que afirmam que Bill Gates da Microsoft está usando vacinas como um meio para inserir um sistema microscópico de posicionamento global em nossos corpos, “60 Minutos” esclareceu que o chip da DARPA não “rastrearia cada movimento seu”. (será?!?) e tão pouco está sendo administrado por meio de vacinas, como alguns aspirantes a detetives do Twitter já ponderaram.

“É um sensor”, disse Hepburn ao correspondente da CBS Bill Whitaker. “Aquela coisa verde minúscula aí, você coloca debaixo da pele e isso lhe diz se há reações químicas acontecendo dentro do corpo e esse sinal significa que você terá sintomas amanhã”.

Cientistas da DARPA dizem que sua pesquisa é extremamente importante para prevenir surtos em quartéis militares lotados, como o que ocorreu no USS Theodore Roosevelt em março e abril de 2020, que viu 1.271 tripulantes testarem positivo para o coronavírus.

“Para nós, da DARPA, se os especialistas estão rindo de você e dizendo que é impossível, você está no tempo certo”, disse Hepburn.

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments