Partido Comunista usou cidadãos inocentes como ‘mulas’ para alastrar o vírus chinês para o mundo

Patrícia Moraes Carvalho | 24/03/2020 | 12:59 AM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Governo comunista da China sequer preocupou com seu próprio povo, que estava infectado

No dia 27 de janeiro, 81 pessoas morreram e 2.744 estavam infectadas em Wuhan (epicentro do coronavírus e maior cidade da província de Hubei).

O prefeito de Wuhan, Zhou Xianwang, admitiu ter escondido informações sobre o surto do vírus chinês e renunciou ao cargo.

Xianwang também confessou que pelo menos 5 milhões de pessoas, que deveriam estar isoladas na cidade, deixaram o local e viajaram para diversas localidades da China, Itália, Espanha e outros países.

O Departamento de Estado americano, através do Secretário Mike Pompeo, criticou a “campanha de desinformação” do regime comunista chinês sobre o novo coronavírus.

“O governo chinês sabia desse risco, o identificou, foi o primeiro a saber e desperdiçou dias valiosos no front, permitindo que centenas de pessoas deixassem Wuhan para irem a lugares como a Itália, que agora sofrem tanto”, afirmou.

“Eles tentaram suprimir essas informações, ao invés de tentar realmente fazer o trabalho para suprimir o vírus, que é o que o mundo exigia. O Partido Comunista Chinês não acertou e colocou inúmeras vidas em risco.”

Veja:


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.