Ministro sugere ‘passaporte da imunidade’ e ‘controle das redes sociais’

Edson Jorge Silveira | 01/12/2020 | 7:09 AM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Pessoas que recusarem uma vacina para COVID-19 podem ter sua vida normal restringida, já que restaurantes, bares, cinemas e instalações esportivas poderão bloquear a entrada de quem não tem prova de estar vacinado, disse o novo ministro britânico nesta segunda-feira (30) .

O ministro britânico responsável pela implantação da vacina, Nadhim Zahawi, disse que a vacinação deve ser voluntária, mas que o Google, o Facebook e o Twitter deveriam fazer mais para verificar os pontos de vista opostos sobre as vacinas … ou seja, sugeriu censura nas redes sociais.

Questionado pela BBC se haveria um passaporte de imunidade, Zahawi disse que o status da vacina COVID-19 de uma pessoa poderia ser incluído em um aplicativo de telefone que informaria os médicos locais sobre o status de uma pessoa.

“Mas também acho que você provavelmente descobrirá que restaurantes, bares, cinemas e outros locais, instalações esportivas, provavelmente também usarão esse sistema como fizeram com o aplicativo”, disse Zahawi à BBC.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.