Perdeu a credibilidade: Se um meteoro atingir SP e 100 pessoas morrerem, constará ‘Covid-19’ na certidão de óbito

Amanda Nunes Brückner | 26/03/2020 | 11:14 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Durante a pandemia, médicos que atuam nas dez ambulâncias de Suporte Avançado de Vida do Samu e os do Grau (Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências) de São Paulo (capital) passarão a atestar mortes naturais, indefinidas e causadas pela Covid-19 ocorridas fora dos hospitais.

A medida é baseada em decreto 64.880 emitido pelo governo João Dória publicado na sexta-feira (20).

Um médico do SAMU, que não quis se identificar, argumentou o seguinte para a Folha/SP:

“Uma vez que o médico do Samu não fará uma autópsia completa, se for obrigado a emitir o atestado deverá colocar como causa da morte apenas o provável, o que pode levar tanto a uma supernotificação como a uma subnotificação de mortes pela Covid-19 … ainda que se faça teste nos casos de morte possivelmente por coronavírus, as demais causas serão subnotificadas”

O que isso significa?

“Os falecimentos por infarto, derrame, aneurisma, influenza, enfim, qquer outro motivo, serão classificados como causa indeterminada ou Covid-19.”



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.