Por unanimidade, TRF-3 mantém Mandetta réu. Ex-ministro é acusado de desviar de milhões da Saúde

A 3ª Turma do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) negou dois recursos e, por unanimidade, manteve o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM) réu em ação por improbidade administrativa.

Mandetta e o senador Nelsinho Trad (PSD), seu primo e ex-prefeito de Campo Grande, respondem a duas ações pelo suposto desvio de R$ 8,8 milhões na implantação do Gisa (Gestão em Informações em Saúde).

O recurso contra as denúncias, aceitas pela 4ª Vara Federal de Campo Grande em abril, foi relatado pelo desembargador Carlos Muta, que foi acompanhado pelos desembargadores Nery Júnior e Antônio Cedenho, além da juíza Denise Avelar, que substituiu o desembargador Nelton Santos.

Caso condenados, Mandetta, Nelsinho e o ex-secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina, podem ter que devolver R$ 32 milhões aos cofres públicos.

As duas ações tramitam em sigilo e apenas a certidão de julgamento foi disponibilizada para consulta pública.


(fonte: O Pantaneiro)

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com