Professor de Goiás faz Barroso passar vexame no exterior

Amanda Nunes Brückner | 31/08/2020 | 5:16 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

No último dia 26, o ministro Luís Roberto Barroso (STF) afirmou que a democracia do Brasil tem se mostrado “resiliente” aos supostos “ataques” do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em uma vídeoconferencia promovida pela Fundação FHC, Barroso – falando em inglês – fez a seguinte declaração:

“Temos um presidente que defende a ditadura e a tortura e ninguém jamais considerou alguma solução diferente do respeito à igualdade constitucional.”

O troco

Gustavo Gayer, professor no estado de Goiás, se propôs a desmascarar Barroso.

Ele gravou um vídeo (em inglês) que já visualizou mundo afora.

Inicialmente, Gayer esclarece que o presidente Jair Bolsonaro foi eleito democraticamente e que foram os governos de esquerda, que administraram o país nas últimas duas décadas, que distribuíram dinheiro (dos cofres públicos) para ditaduras ao redor do mundo.

Em seguida, ele explica que o ministro Barroso, antes de ser magistrado, atuou como advogado do terrorista italiano Cesare Battisti:

“O STF está destruindo a Constituição do Brasil, prendendo jornalistas e mandando a PF vasculhar casa de YouTubers”

Confira:

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.