PSOL quer anular decreto de Bolsonaro e combater violência com ‘flores e pombas brancas’

Amanda Nunes Brückner | 16/01/2019 | 12:51 AM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O PSOL, partido de Guilherme Boulos e Jean Wyllys, anunciou nas redes sociais que apresentará um projeto para cancelar os pontos do decreto de Bolsonaro que facilita a compra de armas.

Vale ressaltar que Bolsonaro não ‘descobriu o Brasil’ … ele apenas flexibilizou um item do “Estatuto do Desarmamento” (Lei nº 10.826/2003) e do “Referendo do Desarmamento” que já existia … o cidadão brasileiro já possuía o direito de adquirir armas. (saiba mais …)

Ou seja, onde estava o PSOL nesses anos todos?

O partido comunista disse que irá atacar os pontos que “flexibilizam o Estatuto do Desarmamento”.

Segundo entendimento de membros desse partido, a coisa funciona mais ou menos assim:

Quando um ladrão ou estuprador entrar na sua casa, você deve recebê-lo com flores e pombas brancas. Em seguida, você oferece uma bebida para o meliante, coloca um CD do John Lennon com a música ‘Imagine’ e todos se confraternizam na sala. Ahhh … não se esqueça de oferecer um livro para o bandido ler.

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.