Qual a relação entre as agências de checagem brasileiras e George Soros?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Desde a vitória de Donald Trump nas eleições americanas de 2016, a rede social do Tio Mark decidiu combater as chamadas ‘fake news’

Setores políticos e empresariais dos EUA acusam Trump de ter’ jogado sujo’ durante as eleições, propagando informações falsas (principalmente nas redes sociais) contra sua ex-concorrente à Casa Branca, Hillary Clinton.

Então, o Facebook anunciou que iria adotar uma checagem manual de dados no combate às “notícias falsas” em parceria com a IFCN (International Fact-Checking Network) .

A IFCN possui o International Fact-Checking Network fact-checkers code of principles, que são códigos que contém 5 princípios que devem ser aceitos pelos sites de notícias:

Entre esses princípios, estão:

Apartidarismo

Transparência das fontes

Transparência dos recursos financeiros recebidos

Transparência da metodologia

Comprometimento com correções honestas

A rede social do Tio Mark alega que, quando as tais organizações “independentes” decidirem que uma notícia é falsa, ela será marcada com o status “sob disputa” na rede e haverá um link (para o usuário clicar) explicando o motivo da notícia ser falsa.

Além disso, a ‘tal notícia’ terá seu alcance reduzido dentro da Rede Social e um alerta será exibido nas vezes em que for compartilhada.

QUEM ESTÁ POR TRÁS DO IFCN?

site do Instituto Poynter, que faz a hospedagem do IFCN, diz que a iniciativa é financiada pela “Open Society Fundations“, que são organizações ligadas diretamente a George Soros, o principal e fiel apoiador da esquerda em todo o mundo. (se você tiver um tempinho, use o Google e pesquise um pouco mais sobre esse assunto)

Além de Soros, a  Open Society Fundations também é ligada a Omidyar Network, que já chegou a utilizar a Tides Foundation, uma das principais doadoras para causas de esquerda nos EUA, para financiar iniciativas pelo mundo.

Uma coisa é certa: a política mundial, bancada por bilionários esquerdistas como George Soros, está por trás de toda essa iniciativa.

Atualmente, as redes sociais trabalham com a seguinte configuração:

Se a notícia for de ‘esquerda’, ela é considerada como verdadeira.

Caso a notícia seja de ‘direita’, ela é banida.

Simples assim!


(Fernanda Vieira para o Correio Brasileiro – com informações de Marcelo Faria do portal ILISP)


Agências de checagem no Brasil

Fato ou Fake: criada pelo grupo Globo … dispensa mais comentários.

Aos Fatos: no site da agência, pode-se ler o seguinte: “Aos Fatos foi contratado pelo Facebook para atuar como third party fact-checker (verificador independente) por ser membro verificado da IFCN (International Fact-checking Network no Brasil). Para o Facebook, era indispensável envolver nesse projeto verificadores que tivessem passado pela auditoria internacional realizada pela IFCN

Lupa: no site da própria ‘agência’, a Lupa se diz “um membro verificado da International Fact-Checking Network (IFCN), grupo composto por plataformas de checagem que se reúne em torno do Poynter Institute (EUA) e se encontra anualmente para debater os rumos e os desafios do jornalismo.”

A Lupa diz que não recebe recursos de George Soros, porém ao verificar os financiadores do Poynter Institute, aparece o seguinte nome: Open Society Foundations.

A Open Society Foudations, por sua vez, é uma rede internacional de filantropia fundada pelo magnata George Soros, que apoia financeiramente grupos da sociedade civil em todo o mundo.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Caso queira nos ajudar diretamente, através do PayPal, clique no botão abaixo

facebook: fb.com/diariodobrasil
 
® 2014 Diário do Brasil
Back to Top