Qual o próximo passo do STF? Mandar a PM distribuir flores para criminosos?

Amanda Nunes Brückner | 18/08/2020 | 7:01 AM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


INCONSTITUCIONALIDADE COM MÚLTIPLA ESCOLHA

(Marcelo Rocha Monteiro – Procurador do MP/RJ)

Mais uma decisão estupidamente inconstitucional (ou inconstitucionalmente estúpida, escolham aí) desse circo de horrores injurídicos em que se transformou o Supremo Tribunal Federal, restringindo a atuação da polícia no Rio de Janeiro.

Dessa vez, qual a barbaridade maior? Assinale a opção que você julgar mais adequada:

(A) o STF pretende exigir do governo do estado que submeta aos ministros do STF um PLANO de AÇÃO na área de segurança pública – como se vê, os ilustres ministros acham que quem tem legitimidade para decidir qual a melhor política de segurança pública são eles, e não o governo eleito pela população; afinal, “o povo brasileiro não está preparado para votar” (onde é que eu já ouvi isso antes?); ?

(B) o tal “plano de ação” deve ter por base “diversas recomendações INTERNACIONAIS”; esse negócio de plano de segurança de polícia BRASILEIRA ter por base a legislação BRASILEIRA (*** ironia ***) representa uma manifestação de nacionalismo xenófobo e retrógrado, e como tal deve ser rejeitado; ??‍♂️

(C) os brilhantes ministros decidiram que a polícia do Rio de Janeiro só deve utilizar helicópteros em operações policiais “em casos de necessidade” – como sabemos, antes dessa inteligentíssima decisão do STF, a polícia do Rio era famosa por usar helicópteros SEM NECESSIDADE, apenas por diversão – tanto assim que por diversas vezes Papai Noel foi visto dentro dos helicópteros, durante operações em comunidades dominadas pelo crime organizado. Jingle bell! ?

(D) com as principais facções criminosas (Comando Vermelho, Terceiro Comando Puro e Amigos dos Amigos) dominando atualmente mais de 1.400 comunidades no estado do Rio de Janeiro, e com a população dessas localidades submetida às maiores arbitrariedades impostas pelos criminosos – desde a proibição de vestir roupas de uma cor adotada pela facção rival até a “escolha” pelo chefe local da facção da filha adolescente de um pai trabalhador (não preciso explicar para quê a “escolha”, certo?), os iluminados ministros escolhem exatamente este momento não para restringir a ação dos criminosos, mas para quase inviabilizar a atuação da polícia.

(E) todas as opções acima.

Os criminosos não têm palavras para expressar sua gratidão aos ministros do STF; por isso mesmo, vão expressá-la com tiros.

De fuzil.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.