Querem pensar por nós. Não se trata de negacionismo e sim de livre arbítrio

Patrícia Moraes Carvalho | 09/02/2021 | 11:52 AM | OPINIÃO
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Geração formada pelo PT

(Patrícia Carvalho para o DB)

Observação rápida: Em 2019, foi divulgado o ranking mundial de educação em matemática e ciências (Pisa – com dados de 2018).

Entre 80 países, os estudantes brasileiros de classificaram entre os 10 últimos na disciplina matemática.

Trocando em miúdos: o PT ‘criou’ uma geração que não sabe fazer contas básicas.

Vírus Chinês

Já se sabe que a taxa de mortalidade da praga chinesa não é alta.

O que a mídia tem feito com você é ‘martelar’ o seguinte mantra:

“Você vai morrer (foto de cemitério, foto de UTI) … você vai morrer (foto de cemitério, foto de UTI) … você vai morrer (foto de cemitério, foto de UTI) … você vai morrer (foto de cemitério, foto de UTI) … você vai morrer (foto de cemitério, foto de UTI) … você vai morrer … (foto de cemitério, foto de UTI)”

Não é bem por aí … aliás, não é nada por aí. 

Embora os números gerais de óbitos (+ de 200 mil) sejam elevados e (a princípio) possam assustar, o Brasil se encontra na 21ª posição em mortes por milhão de habitantes.

Sigamos adiante …

Vários médicos (responsáveis) já declararam em alto e bom tom que, a cada 100 pessoas que contraírem a desgraça chinesa, apenas uma pequena parte (nº pode variar de 3 a 10) terá sintomas.

Desses que terão sintomas, uma pequena parte será internada.

Desses que serão internados, uma pequena parte irá para a UTI.

Desses que estão na UTI, cerca de 30% virão a óbito.

Deu pra entender, caro internauta, que a chance de você (que está apavorado) morrer desta praga é relativamente pequena?

E a chance de sobrevivência aumenta ainda mais se, nos primeiros sintomas, você procurar um médico de confiança (ou até mesmo o SUS) e se submeter ao ‘tratamento proibido’ (precoce).

Vírus Chinês – vacinas

Gostaríamos de destacar que somos 100% a favor de vacinações, desde que não sejam experimentais.

Voltando ao assunto da matemática …

Incluindo os assintomáticos (que são a maioria) + os que tiveram sintomas e se curaram + aqueles que ficaram internados e também se curaram, temos um percentual acima de 98-99% pessoas que já estão com anticorpos … afinal de contas, todos passaram pela doença.

Correto?

Agora eu te pergunto:

Se a maioria já possui anticorpos, então por qual motivo deveriam receber outra dose de (supostos) anticorpos experimentais?

Não me responda que é para ‘reforçar’ a imunidade … pelo amor de Deus!

Essa é a minha análise … a opinião da Patrícia Carvalho.

Se você pensa diferente, eu respeito.

Ao menos você faz parte da turma que pensa!

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.