Randolfe sobre Toffoli: “Logo a revista Capricho servirá como fonte de jurisprudência judicial”

02/02/2019

Repare nas ‘caras de tacho’ dos senadores Renan Calheiros e Fernando Collor …

Sobre a decisão do ministro Dias Toffoli, em determinar que a escolha do presidente do Senado seja feita de modo secreto, o parlamentar Randolfe Rodrigues declarou o seguinte:

“Não posso deixar de protestar pela decisão do Supremo Tribunal Federal … na verdade, não é uma decisão do colegiado e sim do seu presidente, o ministro Dias Toffoli”

“Uma medida tomada a partir de um mandado de segurança (que foi dado entrada) por volta de 1 hora da manhã … que teve a decisão às 3h:45 da madrugada … num prazo recorde de concessão”

“Eu dizia aqui para a nobre juíza representante do Mato Grosso … bons tempos aqueles em que os magistrados decidiam pelos autos”

“Sua excelência, o ministro (Toffoli), se baseia numa entrevista da Globo News … eu temo (com todo respeito) que daqui a pouco matérias publicadas na revista Capricho servirão seja fonte de jurisprudência judicial”