Redes sociais são bloqueadas em Uganda e twitter diz que “princípios da internet livre foram violados”

13/01/2021

Twitter quebrou a regra número um dos negócios “Nunca irrite clientes que compram seu produto ou serviço”

Em meio à contínua interferência nas eleições por parte das grandes empresas de tecnologia, como Twitter e Facebook, autoridades ugandenses ordenaram que os provedores de serviços de Internet fechem as redes sociais e aplicativos de mensagens na terça-feira. A mudança ocorre dois dias antes da eleição presidencial do país.

O Twitter, que tem enfrentado uma reação massiva em todo o mundo por sufocar a liberdade de expressão ao proibir o presidente dos Estados Unidos por questões ideológicas, publicou ironicamente um tweet condenando as autoridades de Uganda que bloquearam aplicativos de mídia social no país africano.

De acordo com os relatórios , o governo de Uganda, por meio da Comissão de Comunicações de Uganda (UCC), ordenou aos provedores de serviços de Internet que bloqueiem o acesso a aplicativos e sites de mídia social.

Foi relatado que o Twitter e o Facebook estavam tentando interferir nas eleições, bloqueando certas vozes pró-governo.

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments