Risco de calote em grupo imobiliário poderá destruir economia da China

20/09/2021

O China Evergrande Group (grupo imobiliário) admitiu que está sob “tremenda pressão” e pode não ser capaz de cumprir suas obrigações de dívidas incapacitantes.

Caso a Evergrande entre em colapso, o caos poderá se espalhar para outros incorporadores imobiliários e criar riscos sistêmicos para o sistema bancário da segunda maior economia do mundo.

Com sede em Hong Kong, o grupo Evergrande está afundado sob uma montanha de passivos que totalizam mais de US $ 300 bilhões (1,6 trilhão de reais), após anos de empréstimos para financiar o rápido crescimento.

Os investidores (compradores) deram entrada em cerca de 1,5 milhão de propriedades que ainda não foram (e provavelmente não serão) construídas.

Milhares de internautas expressaram preocupação nas redes sociais e não sabem se receberão seu dinheiro de volta após a suspensão dos projetos habitacionais.

A Evergrande foi rebaixada por duas agências de classificação de crédito na semana passada e suas ações listadas em Hong Kong despencaram em mais de 80% este ano.


Diário do Brasil com informações da CNBC

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco Vianna

O capitalismo de estado, junto com a supressão da liberdade política e econômica das pessoas, constitui-se na maior aberração ideológica do socialismo. Seus efeitos são catastróficos para a política e a economia de uma nação, gerando escassez, fome e miséria, e serão muito piores se vierem a ser disseminados pela maioria das nações produtivas do mundo. Então, não haverá outro jeito serão o de apelar para a destruição bélica total, uma vez que pouco ou nada existirá para ser defendido.