“Se o vírus não for contido, em 10 dias os hospitais poderão entrar em colapso” declara autoridade da Suíça

Edson Jorge Silveira | 17/03/2020 | 5:30 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


(Reuters) Autoridades suíças declararam que 2.650 pessoas testaram positivas para o coronavírus e 19 pessoas morreram em decorrência da doença.

A previsão é de que os casos aumentarão exponencialmente nas próximas semanas.

Daniel Koch, chefe da divisão de doenças transmissíveis do Escritório Federal de Saúde, disse que a rápida disseminação superou a capacidade do estado para registrar novos casos em tempo real.

Koch pediu aos moradores que observem as medidas de emergência ordenadas nesta semana, incluindo proibições de eventos e reuniões, com o intuito de proteger os hospitais de um possível colapso:

“As pessoas que são infectadas hoje só nos atingirão daqui a 10 dias … temos que garantir que a taxa de infecção diminua hoje, porque, caso contrário, em 10 dias (hospitais suíços) não serão capazes de lidar com isso”.

Até o momento, a Suíça já mobilizou 8.000 militares para ajudar no combate à doença.

O país, que tem cerca de 8,6 milhões de habitantes, tem uma capacidade de reunir de 1.000 a 1.200 leitos de terapia intensiva, embora Koch tenha admitido que a mão-de-obra no setor de saúde [pessoas para operar equipamentos que salvam vidas] é limitada.

Nesta semana, a Organização Mundial da Saúde pediu a todos os países que acelerem os testes para retardar o avanço da pandemia e aumentem a produção de equipamentos vitais para superar a escassez.

Numa tentativa de lidar com um número crescente de casos suspeitos, uma grande tenda azul foi erguida do lado de fora do Hospital Universitário de Genebra para rastrear e testar os doentes.

O hospital disse que planeja dobrar sua capacidade de terapia intensiva adicionando mais camas aos quartos existentes.

 


 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.