Seis pessoas morreram no estágio final dos testes da Pfizer com a vacina COVID-19

09/12/2020

FDA (EUA) publicou o primeiro relatório revisado por pares sobre testes da Pfizer.

(The New Daily)

Seis pessoas morreram no estágio final dos testes da Pfizer com a vacina COVID-19, revelou a Food and Drug Administration.

Em um relatório informativo de 53 páginas, é a primeira análise detalhada do teste da Pfizer e BioNTech, que descobriu, em novembro, que sua vacina era 95 por cento eficaz na prevenção de infecções por coronavírus.

Os documentos revelaram que duas pessoas que receberam a vacina experimental morreram durante os testes.

Outras quatro pessoas que morreram tomaram placebo.

Conforme relatado pela Pfizer, a vacina se mostrou 95 por cento eficaz pelo menos sete dias após a segunda injeção.

Os dados mostram que a vacina foi apenas 52 por cento eficaz após a primeira dose.

O FDA informou que os resultados “mostraram estimativas pontuais de eficácia semelhantes entre grupos etários, gêneros, grupos raciais e étnicos e participantes com comorbidades médicas associadas a alto risco de COVID-19 grave ″.

Não havia, no entanto, dados suficientes para o FDA concluir o quão segura a vacina é em crianças menores de 16 anos, mulheres grávidas e pessoas com sistema imunológico comprometido.

Os dados apresentados ao FDA sugerem que as pessoas começam a produzir anticorpos em 10 dias, o que pode ajudar as pessoas vulneráveis ​​a obter algum nível de proteção enquanto aguardam a segunda dose.

O painel consultivo de vacinas do FDA irá discutir os documentos de instrução e ouvir os executivos da Pfizer nesta quinta-feira (10).

Um grupo de médicos, especialistas em vacinas e estatísticos votará sobre a recomendação da vacina para uso de emergência.

 

0 0 votes
Article Rating

Deixe um comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments