Tropas russas estão na Venezuela para ‘caçar e prender’ Juan Guaidó

Patrícia Moraes Carvalho | 25/03/2019 | 12:00 AM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Há 2 dias, o ditador Nicolás Maduro acusou o líder da oposição (e presidente legítimo da Venezuela) Juan Guaidó e seu partido político de um complô fracassado para assassiná-lo e advertiu que não perderá o pulso para fazer justiça:

“O fantoche diabólico acabou de desmantelar um plano, que ele pessoalmente dirigiu, para me matar” declarou o ditador.

É óbvio que Juan Guaidó não se prestaria a esse papel … ele já possui o apoio de dezenas de países pelo mundo, incluindo o Brasil.

Pois bem …

No último sábado (23), duas aeronaves russas pousaram na Venezuela (aeroporto de Maiquetía, nos arredores de Caracas) com 100 soldados e 35 toneladas de equipamentos militares.

Um funcionário do alto escalão do exército russo (general Vasily Tonkoshkurov) estaria no comando da tropa.

As aeronaves partiram de um aeroporto militar russo para Caracas na sexta (22).

Vamos refletir um pouco …

Maduro acusa seu adversário de ‘supostamente’ querer matá-lo.

Horas depois, um avião russo pousa no país com uma tropa de 100 soldados.

Não há dúvidas de que:

(1) os soldados estão na Venezuela para fazer a escolta pessoal de Maduro

(2) esses mesmos soldados irão caçar Guaidó pelo país … o mesmo será preso e acusado de traição.

Não é Juan Guaidó que quer matar Nicolás Maduro … é justamente o oposto!


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.