Trump promete ‘quebrar’ a China antes de passar o cargo a Joe Biden

O presidente Donald Trump está preparando um duro pacote de medidas contra a China, numa tentativa de ‘forçar’ o presidente eleito Joe Biden a continuar com a política linha-dura após assumir o cargo em 20 de janeiro.

Um alto funcionário da administração disse ao jornal The Post que nas próximas semanas o governo continuará a expandir a profundidade e a amplitude das ações históricas que foram implementadas nos últimos quatro anos para proteger os interesses vitais dos Estados Unidos e seus aliados, além de combater os comportamentos predatórios e coercitivos de Pequim.

Em 2018, Trump declarou guerra comercial contra o país comunista para forçar concessões que beneficiam as empresas dos EUA.

Inicialmente, o presidente dos EUA desenvolveu um relacionamento caloroso com Xi Jinping, mas a amizade foi por água abaixo quanto Trump acusou repetidamente a China de permitir que a pandemia COVID-19 se espalhasse pelo mundo, acusando a nação comunista de tentar encobrir o vírus ao invés de tentar conter os estágios iniciais.

John Ullyot, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, declarou:

“O presidente Trump mudou totalmente o jogo ao implementar fortes ações contra o Partido Comunista Chinês com o objetivo (e a necessidade) de combater as políticas prejudiciais de Pequim. ”

As ações planejadas contra a China foram relatadas na tarde de ontem (15).

 

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com