Veja algumas mensagens citadas como ‘ilícitas’ por Moraes

O ministro Alexandre de Moraes, citou hoje (27) um suposto “Gabinete do Ódio” em sua decisão que autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão no âmbito do inquérito ilegal das fake news.

No despacho, Moraes definiu o grupo como “associação criminosa” e apontou exemplos de mensagens de membros do suposto gabinete.

“Notam-se indícios de alinhamento de suas mensagens ilícitas com o suposto esquema narrado pelos parlamentares ouvidos nestes autos”, escreveu Moraes.

Vale ressaltar que a intenção de todo esse abuso de autoridade por parte de Moraes é uma só:

QUEBRAR LITERALMENTE AS PERNAS DE BOLSONARO NAS REDES SOCIAIS.

Enquanto isso, nas redes sociais, partidos de esquerda comemoraram a decisão arbitráriade Alexandre de Moraes.

Abaixo algumas das “mensagens ilícitas” utilizadas por Moraes como exemplos.

Perfil @oofaka, 8 de novembro de 2019:

“Mais que isso. Querem o caos. Estão querendo repetir 1968, onde o STF da época soltou a escumalha terrorista (não é mera coincidência), levando o governo da época a endurecer com o AI -5 para preservar a segurança nacional e institucional. Querem o mesmo agora pra nos acusar d golpe.”

Perfil @bernardopkuster, 11 de novembro de 2019:

“Não é só pela questão da 2ª instância nem pela soltura de Lula. É por tudo que Gilmar já fez e poderá fazer contra o Brasil. Ele é um dos homens mais poderosos do Brasil e crê ser imune à voz do povo. Não o é. Qnd o Sapão cair, iremos ao próximo: Toffoli.”

Perfil @allantercalivre, 18 de abril de 2020:

“Depois do silêncio da imprensa em relação a TODOS os protestos que aconteceram HOJE, fica claro que Maia, Alcolumbre e STF estão preparando uma desidratação SEM LIMITES do governo Bolsonaro. Se isso acontecer, o povo vai ficar calado?”

Perfil @Leitadas_Loen, 19 de abril de 2020:

“Eu não tenho a menor dúvida que a cabeça da serpente do establishment brasileiro é o Gilmar Mendes e tudo é feito a partir da anuência dele. Não tem sujeito mais perigoso no Brasil que ele. O caso dele é julgamento por tribunal militar sob a acusação de traição a pátria.”

Perfil @ZambelliOficial, 14 de março de 2019:

“Recado aos Ministros do STF: não brinquem com a Lava Jato, ou nós vamos derrubar CADA UM DOS SENHORES.”

Perfil @_Sarawinter, 20 de abril de 2020:

“Fui treinada na Ucrânia e digo: chegou a hora de ucranizar!”

Perfil @DanielPMERJ, 19 de abril de 2020:

“Já passou da hora de contarmos com as forças armadas. Passou!”

Perfil @Lets_Dex, 24 de abril de 2020:

“Bolsonaro tirou o namorado do Moro da PF pra finalmente aparelhar essa porra e pôr o Witzel e o Doria pra mamar, descumprir ordem do inquérito ilegal do STF e descobrir quem pagou o Adélio. A DITADURA TA CHEGANDO.”

Esses foram alguns dos tuítes citados pelo ministro Alexandre de Moraes em seu despacho desta quarta-feira.

Ao comentar sobre as mensagens acima, o ministro afirmou:

“Como se vê de tudo até então apresentado, recaem sobre os indivíduos aqui identificados sérias suspeitas de que integrariam esse complexo esquema de disseminação de notícias falsas por intermédio de publicações em redes sociais, atingindo um público diário de milhões de pessoas, expondo a perigo de lesão, com suas notícias ofensivas e fraudulentas, a independência dos poderes e o Estado de Direito.”

publicidade


PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com