Virou bagunça: Gilmar Mendes, Toffoli e Lewandowski soltam José Dirceu

Amanda Nunes Brückner | 26/06/2018 | 2:20 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Os 3 ministros atropelaram a decisão do colegiado sobre a prisão após condenação em 2ª instância

A Segunda Turma do STF acaba de concluir o julgamento que soltou José Dirceu.

Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes foram os protagonistas dessa cena.

Fachin ficou como voto vencido.

O ministro Celso de Mello não participou da sessão.

Dirceu (condenado a 30 anos e 9 meses de prisão) poderá recorrer em liberdade até que o STF e o STJ analisem o recurso apresentado pela defesa contra a condenação determinada pelo TRF-4, o mesmo tribunal que sentenciou Lula.

Essa foi uma retaliação de Lewandowski, Gilmar e Toffoli ao ministro Edson Fachin, que adiou o recurso de Lula e o enviou para ser julgado no plenário do Supremo (pelos 11 ministros), em agosto.

Se Fachin não tivesse tomado essa atitude, eles (certamente) teriam soltado Lula hoje.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.