Wilson Witzel, líder nas pesquisas ao governo do RJ, desmente matéria tendenciosa da Veja

Amanda Nunes Brückner | 12/10/2018 | 9:22 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A revista Veja publicou hoje (12) que o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC), líder na corrida pela disputa ao governo do Rio de Janeiro, poderia ter sua candidatura impugnada.

De acordo com a matéria da revista, Witzel se exonerou voluntariamente do cargo de juiz federal em fevereiro de 2018 para concorrer nas eleições.

A Veja, que está desesperada com a provável vitória de Witzel (que é um candidato ficha limpa, linha dura contra a bandidagem e apoiador de Bolsonaro), declarou que o juiz respondia a processo administrativo no CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

“Somente em 18 de setembro o processo foi arquivado. Com isso, Witzel entra no artigo 1º da Lei da Inegibilidade.” publicou a revista.

Pois bem … o juiz declarou o seguinte:

A assessoria de Wilson Witzel afirma que “Nunca houve processo disciplinar aberto contra o então juiz Wilson Witzel, nem no Tribunal Regional Federal da 2a Região e nem no Conselho Nacional de Justiça. No TRF-2, o pedido de representação contra o então juiz foi arquivado por ampla maioria, 10 votos a 3, sem sequer ter havido a abertura do processo, como consta no acórdão proferido pelo Tribunal. O que foi arquivado pelo CNJ em setembro foi exatamente o pedido da revisão desse arquivamento, e não o processo em si (que nunca houve). Wilson Witzel é ficha limpa, sua candidatura cumpre todos os requisitos legais e foi homologada pelo TRE-RJ segundo todos os trâmites da legislação eleitoral.”



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.